Flyer_Imaginar_o_Espanto

Imaginar o Espanto

Ver para contar.

Oficinas mensais complementares à exposição A Linha do Espaço

Nas pinturas mais famosas, escondem-se histórias que só a imaginação de uma criança consegue revelar. Aquilo que os olhos de um adulto já não vislumbram surge espontaneamente na visão dos mais novos, para quem tudo ainda é uma aventura, uma descoberta, uma novidade. É desta capacidade de espanto e abstracção criativa das crianças perante as coisas que se constrói uma série de oficinas mensais, a partir das obras de Vieira da Silva e Arpad Szenes e que decorrerão paralelamente à exposição “A Linha do Espaço”.

Todos os meses, é escolhida uma das obra em exposição, que serve de ponto de partida para uma oficina, na qual se desenvolvem jogos e desafios que visam estimular a imaginação e a criação de narrativas. Após uma breve análise do quadro escolhido, são lançadas propostas de observação, em pequenos exercícios, que suscitam novas interpretações e representações abstractas e, também, estimulam a utilização das respostas emocionais perante o objecto artístico como ferramenta para a criação de histórias.

No final de cada oficina, os participantes poderão apresentar aos familiares e amigos que os acompanharam os trabalhos que criaram individualmente e em conjunto.

Objectivos

Estimular, de forma lúdica, a imaginação e a capacidade de abstracção.

Apresentar os conceitos básicos duma narrativa e de como se conta uma história, bem como as ferramentas elementares para as construir.

Dar a conhecer as obras plásticas de Vieira da Silva e Arpad Szenes, estimulando a análise crítica das mesmas. Abordar as diferentes perspectivas e possibilidades de interpretação do objecto artístico.

Desafiar a criatividade partindo de disciplinas diferentes, nomeadamente, das artes plásticas e da literatura.

Desenvolver pequenos exercícios que estimulam a discussão e a interacção em grupo.

Programação

O Movimento das Coisas | O Tempo e o Espaço: identificar as noções de espaço e de tempo;

Vibrante e Vivido | Personagens: como inventar figuras de ficção;

(des)Atar Bocadinhos de Cordel | A construção da narrativa:o conflito e a construção da história;

Um Espanto Contínuo | Leitura das histórias e apresentação + lanche.

Destinatários:

Crianças dos 7 aos 12 anos.

Calendário:

5 sessões mensais, aos Sábados, das 10h30 às 13h00:

16 de Maio; 13 de Junho; 18 de Julho; 22 de Agosto e 19 de Setembro.

Preço:

15€ por pessoa por oficina.

Material | bloco e caneta ou lápis. Os participantes devem trazer o seu próprio material.

Formadores:

Inês Fonseca Santos (Lisboa, 1979) é jornalista e escritora. Responsável pelos conteúdos editoriais de uma série documental, é também editora e apresentadora de programas televisivos (RTP2 e SIC Notícias) dedicados à cultura.

A convite da Fundação Calouste Gulbenkian, comissariou o colóquio “É então isto para crianças?: criações para a infância e a juventude”. Em torno da temática infantil mantém o blogue PIM!, onde escreve sobre criações para a infância.

Maria João Cruz (Barreiro, 1970) é jornalista e argumentista. Do seu trabalho para o público infantil destaca-se a participação na escrita das peças de teatro “Dino ou Sara” e “A Aventura de Ulisses”, e o argumento de “Victória Descobre o Jardim”, “Lusíadas, Rumo ao Oriente” e ainda “A História de Giselle”.

Para além de narradora, é autora de algumas adaptações ao teatro e de uma curta-metragem.

Na televisão e rádio destacam-se os programas e crónicas de humor, sendo da sua autoria muitos dos textos de Maria Rueff e Herman José.