Histórico

O Diário Gráfico
no Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva

Outubro a Dezembro de 2014
Actividade destinada a famílias e público geral, de qualquer idade, com ou sem experiência de desenho

Venha iniciar ou desenvolver o seu Diário Gráfico, em três sessões em que será explorado o Bairro das Amoreiras.

Serão visitados o Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva, a Mãe d’Água, o Jardim das Amoreiras, o Aqueduto, mas também ruas e locais comerciais, como a mercearia do sr. Albino, o quiosque do jardim ou o Pátio Bagatela. Em conjunto, iremos levar a cabo uma espécie de mapeação visual do Bairro. Através da observação e do desenho, os espaços que nos são familiares irão adquirir uma outra dimensão.

Ver mais +

Agenda-Diario-Grafico-Amoreiras4

Projecto HABAS

Residência Artística na Casa-Atelier
Outubro de 2014

HABAS é uma vídeo performance com instalação sonora resultado da residência artística acolhida pela Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva na Casa-Atelier entre 1 e 10 de Outubro, do músico Jochen Arbeit e dos artistas de performance Abraham Hurtado e Vânia Rovisco (Aadk).

Trata-se de um trabalho performativo e de pesquisa corporal onde a narração é sujeita a vários significados intemporais entre dois corpos, o de Abraham Hurtado e Vania Rovisco. Os actos ou acontecimentos estabelecem uma comunicação visual por apenas se tratar de corpos e não identidades, visto que as caras dos intérpretes estão completamente tapadas. A não identificação de géneros ou papéis sociais faz com que o espectador se possa concentrar exclusivamente na ligação e relação das acções e acontecimentos que vão surgindo e multiplicando como matéria narrativa desconexa. O importante cenário sonoro do músico Jochen Arbeit corre paralelamente às acções como apoio nos momentos de sincronização de sentidos e conteúdos.

HABAS será apresentado a 7 e 8 Outubro às 18horas na Casa-Atelier, e dia 30, no Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva, na vernissage da exposição “20 Anos da Fundação”.

Ver mais +

habas

Inauguração da Casa-Atelier Vieira da Silva

13 Junho 2013

Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992) nasceu no dia 13 de Junho, dia de Santo António. Por essa razão a Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva inaugurou nesse dia a casa-atelier, na Rua João Penha com o Alto de São Francisco, onde a pintora trabalhou nos períodos em que esteve em Portugal…

Ver mais +

SONY DSC

Exposição «Os ateliers de Vieira da Silva»

13 Junho 2013 – 31 Dezembro 2014

Exposição inaugural da Casa-Atelier Vieira da Silva, evocativa dos vários ateliers da pintora, em Portugal (casa no Alto de S. Francisco, Lisboa ) e em França (Villa des Camélias, Boulevard Saint-Jacques, Rue de l’Abée Carton, em Paris; casa de Yèvre-le Châtel)…

Ver mais +

HISTORICO-EXPO_ATELIERS_FSC4770__

FAZ 15-25, Colectivo de Jovens do Museu

13 Fevereiro 2014

Desde esta data que a Casa-Atelier vem recebendo as reuniões do FAZ 15-25, o Colectivo de Jovens do Museu, bem como a actividade «Conversas com Eles», organizada por este grupo, que consiste em encontros informais com convidados de diversas áreas, de modo a dar a conhecer o seu trabalho, percursos e experiências profissionais.

HISTORICO-13_02_2014_colectivo 2

Vieira da Silva em Festa

13 Junho 2014

Nesta edição do «Vieira da Silva em Festa» a Casa-Atelier acolheu duas actividades:

   A conversa «Vieira da Silva, percurso biográfico e artístico», com Joana Baião, na qual se evocou o percurso biográfico da pintora, acompanhado por referências críticas à sua obra. Foi focada a vinculação artística de Vieira da Silva à segunda geração da “Escola de Paris”, bem como as evocações formais e conceptuais ligadas à sua matriz portuguesa.

   A performance «Assombro», concebida e protagonizada por  Ana Rita Teodoro, que evocou a perda de referências ou uma reactivação das mesmas por meios da transgressão, através da tentativa de entender pelas canções tradicionais portuguesas os fantasmas do povo que nos assombram Hoje no corpo de uma mulher desarticulada.

Ver mais +

HISTORICO-13_06_2014-Ricardo_Gomes_DSC_7724